Rotina de SEO semanal “faça você mesmo” – é possível gerir o seu próprio SEO sem ficar sobrecarregado?

17/02/2022

Se a sua dúvida é se consegue tratar do SEO do seu website, sozinho, sem ter de ser internado numa instituição psiquiátrica com um esgotamento depois de alguns meses, a resposta é definitivamente sim!

 

A maioria dos proprietários de websites sabe que o SEO não é algo que é feito uma vez e que depois se risca da lista de tarefas: é um projeto em permanente andamento que será sempre relevante, desde que tenha um site online.

 

Mas, ao mesmo tempo, o SEO assusta a maioria das pessoas. Então, elas ou desistem sem sequer tentar (“bem, estamos a aparecer no Google de tempos a tempos, não é isto o máximo que um website pequeno pode conseguir?”), ou então apressam-se a contratar uma agência que pode forçar algumas tarefas extras, difíceis de entender, que provavelmente são muito benéficas, mas que não são urgentes ou críticas de momento – especialmente quando o orçamento é limitado.

Isto fará com que o custo mensal do SEO cresça mais do que aquilo que um dono de website consegue suportar e, das duas uma: ou ele reduz o (na maioria das vezes, já de si curto) orçamento de outras partes do marketing digital (Google Ads ou Facebook Ads, por exemplo) ou desiste completamente. E nos dias que correm, não aparecer no Google é, mais do que nunca, não existir de todo, já que a World Wide Web é hoje o centro comercial de toda a gente.

 

Mas e se lhe disséssemos que, após o grande trabalho inicial de otimização do seu site, você pode tomar o assunto em mãos e, com uma rotina semanal simples, manter o seu website em “boa forma”?

 

Parece bom demais para ser verdade? Bem, olhe que é a mais pura realidade. Aqui estão algumas tarefas que, se realizadas regularmente, farão com que o Google dê mais amor e carinho ao seu site.

 

1. Mantenha o seu website livre de erros. Verifique regularmente se há links quebrados que causam erros 404 ou outros. Pode encontrar estas informações na secção Cobertura do Google Search Console. Depois de encontrar um erro, verifique se pode corrigi-lo você mesmo no site. Por exemplo, os links quebrados são fáceis de retificar, mas fazem uma grande diferença.

 

2. Mantenha o seu conteúdo atualizado. Examine regularmente o seu conteúdo e verifique se todos os factos, datas, legislação, descontos, endereços e outras informações ainda são relevantes e estão corretas. Manter as suas páginas atualizadas vai deixar os utilizadores mais felizes, reduzir a sua taxa de rejeição e mostrar ao Google que as pessoas consideram o seu website útil.

 

3. Lute contra o canibalismo de conteúdo. Ao examinar o seu conteúdo, verifique se tem duas ou mais páginas dedicadas ao mesmo tópico, a usar as mesmas palavras-chave. Para evitar que as suas próprias páginas concorram entre si, é melhor juntá-las todas numa única página grande com muito conteúdo útil. Não se esqueça de redirecionar os URLs que desaparecem para o novo URL com um redirecionamento 301.

 

4. Otimize as imagens e textos alternativos (alt texts). Todos sabemos que comprimir as suas imagens e adicionar alguns alt texts é benéfico em termos de SEO. Mas e se tiver milhares de imagens no seu website? Será muito difícil geri-las todas ao mesmo tempo. No entanto, se tiver uma rotina para tratar várias imagens durante a semana, ou até 1-5 por dia, vai executar esta tarefa com muita facilidade e sem ter que lhe dedicar grandes porções do seu precioso tempo.

 

5. Mantenha o Analytics debaixo de olho. Uma vez por semana, abra o Google Analytics e consulte os seus dados de tráfego orgânico. Quais são as páginas que lhe trazem a maior parte do tráfego? Elas estão atualizadas e são fáceis de navegar? Quais são as páginas que têm a maior taxa de rejeição? Há algo que acha que pode mudar no seu layout ou conteúdo e que pode ajudar com este problema? Informado significa bem armado!

 

Sejamos claros, se tiver orçamento suficiente, poderá sempre delegar estas tarefas a profissionais e fazer muito mais do que isto no que a otimização contínua do seu website diz respeito. E também pode optar por se educar mais em termos de SEO, adicionar mais alguns itens à sua rotina semanal e talvez até complementá-la com variantes mensais ou anuais.

 

Como ponto de partida, porque não dar uma olhadela aos outros artigos que temos sobre SEO?
Mas se estiver com um orçamento (ou tempo) limitado, esta rotina de SEO “faça você mesmo” pode ser-lhe muito útil, especialmente agora.

 

Boas otimizações!

Três raparigas que adoram trabalhar juntas na área do marketing digital e que também escrevem umas coisas! Se o que leu faz sentido para si, e se a sua empresa precisa de estratégias reais de marketing digital para alcançar e manter uma posição de sucesso online, fale connosco!